Temporariamente trabalhando em Home Office? 5 dicas para seu trabalho render melhor

0

A modalidade de trabalho em sistema home office, ou seja, trabalhando de casa, não era muito habitual aqui no Brasil até a quarentena por causa do COVID-19 quando muitas empresas se viram com a única opção de permitir o teletrabalho a seus funcionários.

Embora existam diferenças entre o home office como escolha de carreira (normalmente, para autônomos e executivos) e home office temporário, abordaremos hoje alguns pontos para ajudar a quem está temporariamente trabalhando em Home Office com 5 dicas para seu trabalho render melhor em casa!

Operacional

Muitas pessoas não foram treinadas para trabalhar de casa. Fato. E quando a situação aperta, precisam pensar no fundamental – que não é a roupa, a decoração, ou a mesa linda. É a infraestrutura. Ou seja: internet de boa qualidade, equipamento e celular com sinal.

Por desconhecer o básico de tecnologia e por não ter as melhores condições de conexão e de segurança na máquina, muitas pessoas desanimam porque não conseguem produzir como pensaram que seriam capazes.

Home office requer o mínimo de tecnologia

O trabalho remoto pode pedir uma conexão razoável para o envio e recebimento de e-mails mas em muitas empresas envolve A VPN (o acesso remoto à rede interna da empresa), videoconferências, download ou upload de arquivos pesados ou um antivírus realmente eficiente.

Portanto, verifique esses pontos para garantir um trabalho à distância mais efetivo e vá mantendo sua equipe atualizada sobre as atividades e, caso haja, algum problema também.

O lugar de trabalho

Aquele sonho de escritório similar às fotos do Pinterest é super bacana para mural de inspiração mas é realidade de pouquíssimas pessoas. Se não for a sua, TÁ TUDO BEM.

Trabalhe com o que der, dentro do que tiver. Com o tempo, você vai acomodando tudo.

Mais importante do que decoração com rosé gold e uma plantinha pra dar um toque verde é você em paz, produzindo. No meu caso, aqui, o mais dramático era a cadeira. Quando decidi abraçar minha carreira como Criadora de Conteúdo e a Trio (minha agência), meu home office era a mesma mesa que vocês assistem nos meus vídeos do Youtube. Ou seja: não tinha sequer uma cadeira adequada para passar as 12, 14h de trabalho diário. E quando ganhei da minha amiga uma cadeira que ela tinha no escritório parada, sem uso, minha vida mudou. Então, se você me perguntar o que é mais importante de tudo, te digo sem pensar: a posição que você fica, a cadeira que você usa. Ponto.

Não faço coro com rigidez de local. Aliás, acho que uma das vantagens do home office é exatamente a liberdade de poder estar confortável de acordo com o que sua criatividade pede, pra uma determinada atividade.

Às vezes, seu quarto é mais arejado do que o canto da mesa de jantar. Às vezes, aquele cômodo que estava acumulando tudo que a casa não usa pode ser o ideal para seu trabalho temporário, é só dar uma ajeitada. Às vezes, na urgência, é o cantinho da sala mesmo… Se assim for, só tente organizar os papéis ou tenho um arquivo para colocar o que você usar com frequência. Quando precisar desmontar o ‘escritório’ para a próxima refeição, fica mais fácil.

A luz

Existem pontos no lugar de trabalho que os iniciantes de home office só notam quando se sentem incomodados. Por exemplo: a posição da mesa/cadeira e do computador em relação à luminosidade.

Se seu trabalho acontece durante o dia, evite trabalhar com a tela do computador contra a luz do sol. Esse excesso de iluminação vai cansar sua vista muito rápido, seus olhos se sobrecarregam demais e sua produção (e seu humor, vai por mim) diminui rapidamente.

Rotina de cuidados pessoais faz diferença

Tem a ala que diz que trabalhar de pijama é ok. Tem a ala que jura de pé junto que se arrumar como se fosse sair para trabalhar, mesmo que de casa, é melhor.

Honestamente? Isso é o de menos. Não se embanane em criar trocentas metodologias e perder rendimento. Acordou com vontade de arrumar? Arrume-se. Acordou a mil e não quer nem perder tempo com isso porque está hiper inspirada? Produza.

Particularmente, já reparei que quando estou mais cansada ou com tendência a produzir menos, instintivamente, me arrumo mais. Acho que meu corpo já sabe que vai ser um rendimento melhor pelo fato de estar mais indisposta ou cansada fisicamente.

Então, conselho: ouça seu corpo e sua mente. Só isso.

A galera tem que contribuir

Sabe aquelas reuniões de família que a gente vê bastante em novela? Pois é. Você está apenas trabalhando de casa, não está de folga.

Se você não mora sozinho e o entorno é agitado, vale a pena pedir 5 minutos de todo mundo na sala e explicar o que você fará e o que você precisará deles, em termos de compreensão e ajuda.

É claro que cada um tem a sua realidade. Alguns têm crianças pequenas, pets ou adultos que requerem cuidados especiais, além de funcionários da casa. Mas uma conversa sincera com quem divide a casa com você pode ajudar demais o período de adaptação caso os imprevistos comuns do dia a dia surjam.

Estabeleça os tempos, inclusive da sua parada para o cafezinho ou para tomar alguma decisão da casa.

Deste bate-papo podem surgir ideias de revezamento no cuidado das crianças para você trabalhar, com pequenas paradas a cada hora, por exemplo, para ficar alguns momentos com as elas, a ajuda pra preparar as refeições enquanto você adianta seus afazeres…

Se você fica só com criança, por exemplo, prepare um mini-escritório com uma mesinha, uma cadeira ou almofadas e coloque as coisas dela ali pertinho. Assim, ela terá você por perto e estará com as atividades dela, bem mais legais do que as suas, não?! E se rolar de pedir atenção, combine tempos: ‘estou trabalhando aqui um pouco e já já a gente brinca’. Os pequenos vão se adaptando. Tenha paciência. Afinal, para eles você em casa também é uma baita novidade!

Autodisciplina

A autodisciplina é um dos pontos mais críticos de quem trabalha em casa. É mais crítica quando se escolhe a carreira de home office do que quando estamos em home office por circunstâncias externas, é verdade…

Mantenha seus horários e lembre-se que outras pessoas podem contar com você e com sua parte do trabalho para prosseguirem com a parte delas. Portanto, pontualidade e comprometimento são fundamentais.

Lembre-se também que esta é uma super oportunidade para você avaliar se os suspiros dados aos amigos que te contaram uma vez que viviam em home office realmente valem a pena. Home office definitivo pode não ser pra todo mundo, pode não ser para você e, mais uma vez… tá tudo bem! Mas, neste momento, é o que você tem em mãos. Faça o melhor possível pela oportunidade que você tem. Já dará um super UP na sua autoestima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here