CEO da GAP responde à carta de uma menina de 5 anos que criticou a divisão de roupas de meninos e meninas

0

Estava acompanhando o fórum da ITV (Indústria Têxtil e do Vestuário) quando dei de cara com um artigo relatando mais uma dessas situações em que crianças já questionam a segmentação de roupas.

Lembrei que a temática da divisão de gêneros no universo fashion infanto-juvenil ganhou visibilidade em 2106, quando o vídeo daquela garotinha britânica de 8 anos, Daisy Edmonds, viralizou na internet. Lembram?

Na época, ela criticava as estampas nas camisetas dos meninos, em comparação com as camisetas das meninas, na britânica Tesco.

Créditos das imagens acima: BBC

Em março deste ano, foi a vez da GAP repensar o assunto. Alice Jacob, menina americana de cinco anos, decidiu reclamar em uma carta à Gap, sobre a divisão entre “roupas de garotas e roupas de garotos”. Pediu variedade maior de opções de “camisetas legais” para as meninas (Alice é fã de carros de corrida, dinossauros, esportes, Star Wars, super-heróis e ciência) e nunca encontrava uma roupa voltada para ela:

“Vocês podem fazer uma seção ‘cool’ de camisetas para as garotas? Ou vocês podem fazer uma seção que não seja ‘de meninos’ ou ‘de meninas’, mas apenas uma seção ‘para crianças’?”, diz.

Sobre meninos:

“Eles têm Superman, Batman, rock’n’roll e esportes. E quanto às garotas que também gostam dessas coisas, como eu e minha amiga Olivia?”.

O CEO da GAP, Jeff Kirwan, assinou a carta em resposta à Alice dizendo que ela parece “uma garota muito legal e com grande senso de estilo”, defendendo que ‘a marca oferece uma grande variedade de roupas e que, para as meninas, há algumas estampas de dinossauros, futebol e heróis’ mas admitiu a falha:

“Mas você está certa, eu acho que podemos fazer um trabalho melhor e oferecer mais coisas. Eu conversei com nossos designers e eles vão trabalhar em coisas ainda mais divertidas que eu sei você gostará muito”, disse.

A GAP enviou à Alice camisetas de sua última coleção e, assim também fizeram outras marcas, tão logo o caso ganhou visibilidade na mídia, como a DC Comics, que mandou uma carta agradecendo a garota pela iniciativa e presentes da marca para ela e para o irmão mais velho.

Segundo a mãe, a resposta da menina ao ler a carta foi curta: “Uau!” Ela agradeceu a mensagem ao CEO e ainda fez mais um pedido: “Vocês poderiam fazer umas camisetas da Fera [de A Bela e a Fera]? Eu gosto dele porque ele é peludinho e parece o Chewbacca [personagem de Star Wars]”.

Para quem não viu o vídeo da Daisy:

Para saber mais sobre o fórum da ITV (Indústria Têxtil e do Vestuário), clique aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here