Tendência na Beleza: Olho Blocado – Você sabe o que é?

0

A tendência da maquiagem contemporânea de maquiar os olhos com uma cor só e criar um visual mais criativo ganhou mais força de dois anos para cá em editoriais de moda, (principalmente) e nos tutoriais de plataformas como Instagram, mas não é tão recente como parece.

A macrotendência de revisitar os anos 60, 70, e 90 que vimos na moda e falamos muito aqui no criscardoso.com também influencia a Beleza, logicamente.

Twiggy, na década de 60: qualquer semelhança não é mera coincidência

Somado a isso, não podemos esquecer do efeito “rolo compressor” causado pela influência de artistas e personalidades do mundo pertencentes à geração z, nem a rapidez de resposta que a indústria de cosméticos e beleza teve para a tendência colorblocking na maquiagem dos olhos.

Manu Gavassei, foto UOL

Crédito Revista Glamour

As tentativas de paletas, sombras glossy, coloridas e um mundo de outros produtos não vem do ano passado. Há anos, falamos aqui sobre isso nas tendências de beleza para o ‘próximo verão’, né…

O olho com técnica, mas sem técnica

O olho blocado tem uma característica bem certeira para virar febre: é fácil de ser produzido, ao contrário do mito criado em torno dos esfumados da chamada “maquiagem social” que, via de regra, pedem prática e uma certa habilidade…

O olho blocado também reforça os novos padrões estéticos de quebrar com o antigo e abraçar a liberdade de traços no “use o que te faz feliz”.

Reprodução Pinterest

Jojô Moura, foto IG @mourajo

Como conseguir o efeito blocado na sombra

Se os traços de delineado super geométrico forem very advanced para seus talentos, você chega ao mesmo resultado com sombra mineral compacta, sombra cremosa, líquida, delineador ou lápis de olho. Tem quem arrisque batom (alérgicas, pulem esta opção com pigmentos vermelhos).

Meu teste com a 12 FLASH COLOR SET, da MakeUp Forever, no meu IG @sitedacris

Olho blocado é pra todo mundo?

É pra quem curte. Mas, se você me perguntar se favorece todo mundo, honestamente, não acho.

Primeiro que boa parte dos produtos vai carimbar os olhos com côncavo profundo, com pouco espaço de pálpebra móvel ou a chamada pálpebra gordinha que cai no canto externo.

Você pode usar primer de olhos, fixador de maquiagem, pó para selar ou fazer dança da chuva: a maioria dos produtos carimba, sim. Não vou enganar você.

Então, você precisa entender muito de visagismo do seu rosto para construir linhas que te deixem confortável com o passar das horas já que o olho tem seu movimento próprio, a musculatura dele e a transpiração natural de todos os seres humanos.

Segundo, é uma construção estética que pede que a gente sustente a produção toda. Aí, não tem achismo, tem constatação. Se uma pessoa ‘acha’ que tem pegada moderna mas claramente transpassa ruído na imagem estética, a intenção de modernidade dá lugar ao estranhamento…

Voltamos à velha questão: se a gente atende ao gosto pessoal juntando um tico de noção estética, não tem erro.

Emplaca forever?

Difícil dizer. Acho que o auge das cores ainda será entre 20/21. Acho que depois de uns 5 anos tentando vender sombras, delineadores e lápis coloridos, a indústria finalmente sorriu feliz pra valer de dois anos pra cá e acho que teremos não só um ano mas próximas estações mais coloridas do que terrosas, como tínhamos habitualmente.

Não vejo substituições. Vejo alternativas. E que bom que seja assim. Do contrário, o discurso da liberdade de expressão e forma se perderia no meio de mais uma regra cheia de hipocrisia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here