Terça-feira passada (16) fiz minha primeira live no instagram @sitedacris e tive uma convidada muito querida e especial, Vania Paisano, Coach especializada em desenvolvimento humano. A Vaninha é minha amiga desde a escola… Imagina o que é receber uma pessoa fantástica e que, ainda por cima, é sua amiga de infância?

O tema foi o TEMPO: como anda nossa relação com o tempo, como ainda podemos aproveitar esses meses até o ano concluir-se de forma mais produtiva. E, lógico, as dicas valeram para a live mas são dicas preciosas que servem para a vida toda!

Como nem todo mundo pode estar presente, deixei o vídeo editado da live no youtube (aqui) e pedi à Vania que fizesse um resumão para deixarmos registrado aqui, pros meus leitores.

Tempo – Será que nunca teremos o suficiente?
Vania Paisano, Coach

Você também é daquelas pessoas que pensa nunca ter tempo suficiente? Se sim, você não está sozinha nessa. Falar sobre a falta de tempo se tornou algo do cotidiano. Sabe aquela conversa de elevador – “Será que chove hoje?”, pois é, vem sendo substituída por – “Que correria, não é mesmo?” A questão é por que será que precisamos estar sempre tão ocupados? Por que tantas pessoas se sentem melhor em dizer que não tem tempo para nada? O que será que estar ocupada todo o tempo significa? Sou muito produtiva? Sou muito importante porque muitas coisas dependem de mim? Sou insubstituível porque posso fazer dez coisas ao mesmo tempo?

A forma como administramos esse tempo é que fará toda a diferença. Priorizar atividades, fazer um planejamento, deixar alguma janela para imprevistos, delegar, são algumas das ações possíveis.

O ponto que quero chegar aqui é que todos os moradores desse planeta azulzinho, possuem 24 horas no dia. A forma como administramos esse tempo é que fará toda a diferença. Priorizar atividades, fazer um planejamento, deixar alguma janela para imprevistos, delegar, são algumas das ações possíveis. Entretanto, nada disso funcionará se em algum lugar dentro de você é importante sentir-se sufocada. Para sair do “olho do furacão” da falta de tempo, você precisará fazer escolhas. Não será possível dizer sim para tudo. E talvez o primeiro não a ser dito tenha que ser para esse pedacinho seu aí dentro, que quer acreditar que o ano já está perdido, que não há mais nada a fazer. Não! São quase três meses pela frente e dá tempo para realizar muita coisa ainda! Sem nos colocarmos como reféns do relógio e das circunstâncias, sem embarcarmos em correrias sem questionamento, assumimos a responsabilidade que nos cabe pelas escolhas que fazemos.

E aí, com vontade de assumir o controle da agenda novamente? As dicas a seguir são para ajudar você nessa missão de se tornar “senhora” do seu tempo. Veja o que combina mais com o seu estilo de vida e mãos à obra!

Coloque objetivos realmente possíveis e que sejam estimulantes para você.

– Anote na sua agenda ou no seu caderno de trabalho, os seus objetivos até o final do ano. O ideal é mantê-los de uma forma que serão vistos por você ao menos uma vez ao dia. Não caia na cilada de colocar tantas coisas que, nem se você tivesse 6 meses pela frente, daria conta. Coloque objetivos realmente possíveis e que sejam estimulantes para você.
– Planejamento – Desdobre os seus objetivos em metas menores, de forma a ter claro qual deveriam ser as atividades realizadas em cada semana até lá.

– Invista um tempo para o seu planejamento semanal. (Eu, particularmente faço num pedacinho do meu domingo, mas você pode utilizar o dia que for mais conveniente para você) Neste planejamento você irá colocar todos os seus compromissos já assumidos até o final do ano, incluindo os seus compromissos pessoais, família, amigos, tudo mesmo. Coloque também cada pequeno passo que você precisará dar, em cada dia da semana, para que ao término, você tenha cumprido a meta semanal.

– Defina prioridades para a sua agenda. Se quiser, assinale ao lado de cada tarefa a prioridade dela dentro do dia.

– Faça escolhas – Como 9 meses já se passaram, será preciso se concentrar no mais importante. Será fundamental fazer boas escolhas, ou seja, escolhas alinhadas aos seus objetivos.

– Diga “Não” – Todos gostamos de agradar, mas em muitas vezes, essa dificuldade em dizer “não” colocará você em um cronograma muito apertado, sob o risco de atrasar outras demandas assumidas e claro, se desviar das suas metas.

– Delegue – Você não precisa decidir sobre absolutamente tudo, ou conduzir pessoalmente todas as atividades. Lembra das “escolhas”? Agora, mais do que nunca, é o momento de focar no essencial, abrindo mão daquilo que não é importante. E quando delegar, não tente controlar remotamente. Delegue mesmo!

Celebre cada meta conquistada. Reconheça os seus esforços e sua determinação, afinal num mundo repleto de distrações, você foi capaz de manter-se caminhando na direção dos objetivos estabelecidos.

– Coloque o foco no lugar certo – Conheço pessoas muito focadas, mas focadas em identificar todo e qualquer possível problema que poderão vir a ter. O foco amplifica, amplia as possibilidades do ponto para o qual o direcionamos. Que tal focar nas soluções possíveis, em novos caminhos, aliados, parcerias, ou qualquer outra perspectiva que o faça ganhar velocidade e conquistar os seus objetivos?

– Categorize suas atividades – Utilizo uma classificação apresentada no livro A tríade do tempo, do autor Christian Barbosa. Nela você deverá categorizar as suas atividades identificando o que é circunstancial, urgente e importante no seu dia.

Atividades circunstanciais – São aquelas que são o mais completo desperdício de tempo e não irão agregar nada a você ou ao seu objetivo. Por exemplo: passar horas navegando na internet, se isto não tem a ver com a sua atividade profissional, “maratonar” uma série atrás da outra no serviço de streaming, participar de grupos de whatsapp que irão apenas fazer com que você perca o foco e por consequência, a produtividade.

Atividades urgentes – Na esfera das urgências estarão todas as atividades que surgem para atrapalhar o seu planejamento, pois precisam ser feitas “para ontem” e normalmente geram consequências negativas se não forem executadas. Além de acabar com o seu planejamento, quanto mais atividades urgentes você tiver, maior a sua tendência em aumentar significativamente o seu nível de estresse.

Atividades importantes – são aquelas que realmente trazem benefícios para você. Estarão relacionadas a um dos quatro aspectos da sua vida (o físico, mental, emocional e espiritual). Seus objetivos relativos a saúde, estudos, projetos de trabalho, relacionamentos e sua espiritualidade, estarão contemplados nesta esfera.

Mundo ideal? Obviamente, sua agenda deverá conter mais atividades importantes e a menor quantidade possível das atividades urgentes e circunstanciais.

– Recarregue a sua energia – Na sua rotina é possível que existam práticas que te deixem mais disposta. A tendência é que buscando focar no essencial, você elimine tais práticas. Às vezes eliminamos do dia justamente aquilo que nos faz ter uma energia extra. Podem ser os seus exercícios, suas orações, a meditação, um bom papo com os amigos. Minha sugestão é que você avalie com cuidado.

– Comprometa-se com alguém – Quando você se compromete com outra pessoa ou com um grupo, existe uma probabilidade maior de que você faça o que precisa ser feito. Nos fortalecemos em grupo desde que seja formado por pessoas que compreendam e respeitem os seus motivos. Podem ser, inclusive, pessoas que possuem o mesmo objetivo que você, como um grupo que tem como objetivo comum a perda de peso, parar de fumar.

– Persista – Qualquer alteração na sua rotina poderá dar uma sensação de que você levará muito tempo para se adaptar, ou ainda que as ações irão demorar muito para surtir efeito. Insita!

– E por fim, celebre! – Celebre cada meta conquistada. Reconheça os seus esforços e sua determinação, afinal num mundo repleto de distrações, você foi capaz de manter-se caminhando na direção dos objetivos estabelecidos.

Para assistir a live completa do canal, é só clicar aqui

Vania Paisano é Coach especializada em Desenvolvimento Humano. Formada em Administração de Empresas, tem mais de 20 anos de experiência em grandes empresas e atua com atendimentos em grupo e individuais, via Skype. Para falar com a Vania:
Facebook: https://www.facebook.com/olharintegraldh/ e Instagram: @vania.paisano

Relacionamento abusivo: você sabe o que é?
Tipo de colar para cada decote - Você pergunta

Comentários

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.