O planner é uma ferramenta que consolida varias funções em um só lugar: agenda, diário, caderno de estudos, planejamento de negócios, tabelas, metas etc.

Mas, afinal, qual é a diferença entre planner e agenda?

Na minha experiência com meu primeiro planner, ano passado, constatei que a maior diferença que senti foi na economia de tempo para estruturar o ‘caderno’ ao inserir tudo que eu precisava.

Era doutrinada em agenda, escrevia a seco e pronto. Mas, com o passar do tempo e meu perfil de uso, percebi que só a sequência de linhas da agenda não era mais suficiente.

O planner é um guide, um guia, já vem com muitas facilidades prontas e a gente só precisa fluir nele, preenchendo os campos.

Que tipo de usuário você é?

Visual – usa imagem como se fosse texto, adora decorar e prioriza os adesivos, as washi tapes e colagens.

Textual – é mais chegado na escrita em si e se encontra melhor nas letras.

Eu fico exatamente no meio desses dois. Uso alguns adesivos e adoro uma lista, gente! Hahahahah Considerando o meu perfil, encontrei meu jeito de me organizar.

Como escolher o seu modelo de planner

Sugiro que, antes de tudo, você pare um minuto e considere o seu perfil de vida. A partir daí, escolha o seu modelo de planner. No ano passado, comprei o meu pela Bookart (tem post aqui contando como encontrei a marca, no Elo 7). Naquela ocasião, escolhi o modelo Pessoal + Negócios.

Depois de 1000 mensagens trocadas com a Sabrina, pedi a eles um código promocional para os leitores aqui do blog, nossa parceria começou e meu planner 2018 veio de presente, no modelo Pessoal + Redes Sociais, exatamente pelo meu perfil de dia-a-dia, agora.

Portanto, se você quiser comprar o seu, acesse http://bookart.com.br e no fechamento da compra insira o código criscardoso2017

Como organizar o planner

Canetas Coloridas – A marca Cris Cardoso tem 6 braços de trabalho, mais o meu trabalho com Healing e Tarô. Defini, portanto, 1 cor diferente para as atividades de cada área.

Post it – atividades recorrentes mas que não são diárias nem semanais (ex. pagamento mensal de contas) são escritas em um post it e assim que as pago, transfiro o mesmo post it para o mês seguinte. Funciona super bem!

Lápis/ lapiseira – aquelas atividades que precisam acontecer, mas não tem obrigatoriedade de data e hora, deixo escritas a lápis. Desta forma, entendo que ‘pretendo cortar a franja esta semana, mas não poluo o planner riscando e passando de um dia para outro, caso não consiga cumprir exatamente no dia em que a escrevi.

Caneta marca-texto – não abro mão de dar uma riscada nos itens que cumpri, Gente! Isso é quase um prêmio para mim (quem ainda está no caminho da organização me entenderá, certeza!). é gratificante demais chegar ao final do dia e ver que realizei tudo ou grande parte do que me propus a fazer, sério mesmo.

Check list – Algumas atividades envolvem sub-tarefas e, para isso, aprendi com a Thais Godinho (do Vida Organizada) a fazer checklists. Ajuda demais e desocupa espaço na minha cabeça, porque sei que as tarefas estão anotadas e não as esquecerei.

E, se você ainda não se inscreveu no canal, vem dar uma força para a Amiga? 🙂

 

*Este post cita a marca que enviou o planner, mas não é publipost. O código promocional que os leitores recebem não gera comissionamento ao blog.

 

[Vídeo] Maquiagem para quem usa óculos e pálpebra caída | Maquiando minha amiga
Feliz dia novo para você

Comentários

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.