Futuro da moda: pra onde vai? Você perguntou minha opinião. Tá aqui.

0

Roupa não é serviço essencial, tinta pra pintar o rosto também não é. Ambos são serviços que movimentam bilhões só no Brasil e empregam outros milhões de pessoas, em toda cadeia.

O vídeo que está no canal te esperando fala do que a gente pode esperar a partir de agora e da nossa responsabilidade, enquanto consumidores, para o ‘futuro’. Ninguém está fora da responsabilidade. Nem eu, nem você.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here