Como maquiar pele madura? Cuidados para maquiagem durar

0

Se você já está por aqui há algum tempo, acompanhou nossa série exclusiva para pele madura (são 7 artigos bem legais, vou deixar os links mais pra baixo para você ler com calma a seguir). E, com base nas dúvidas de vocês, hoje falaremos sobre como maquiar pele madura e quais cuidados devemos tomar.

Como maquiar pele madura? Quais cuidados tomar?

Como classificar uma pele como madura?

Não curto mesmo essa classificação aplicada pela beleza em geral que designa a pele ‘madura’ como a que já apresenta sinais de envelhecimento de nível leve a moderado na flacidez da pele, no volume facial e que, normalmente, engloba pessoas acima de 40 anos… Não curto e falo demais sobre isso tanto aqui quanto no IG (@sitedacris, segue lá) e no Youtube (sitedacris, se inscreve!).

Mas, entendo que para quem não atua muito no segmento, ter definição ajuda e é só por isso que estou me referindo à pele das pessoas acima de 40 desse jeito.

Os cuidados para a pele madura

Qualquer pele, em qualquer idade, requer cuidados seja para longevidade, seja para garantir um aspecto mais saudável e duradouro na hora da maquiagem.

Mas, no caso da pele que já apresenta sinais de moderados a altos na flacidez, no volume e no viço, a atenção em não pular os passos da rotina de pele e da preparação deve ser redobrada porque a conta da indisciplina chega e chega a galope.

Não se trata de rejeitar a idade nem de ‘não se assumir com rugas/ linhas’. É questão de manter saúde: limpeza, hidratação, filtro solar… e reforce esse lembrete se você é uma pessoa que se diverte com a automaquiagem e curte produtos de make!

A cada ano que passa, as marcas apresentam mais e mais tecnologias em produtos que entregam (ou prometem entregar, infelizmente) além da pasta ou do creme: prometem a entrega de benefícios também nos itens de maquiagem e não só nos de skincare.

Leia mais:

Pele madura: iluminador e contorno
Pele madura: maquiagem – olhos
Pele madura: cuidados na preparação de pele
Pele madura: volume facial e o triângulo da beleza
Pele Madura: flacidez facial
Pele madura: hidratação, cuidados e características
É pele craquelada ou é linha de expressão?

A potência de um ingrediente de produtos de pele em um item de maquiagem é a mesma?

Não tem nem como ser, até agora. Vamos pegar um exemplo do ácido hialurônico que tem marca enfiando em base e até em shampoo?

O ácido hialurônico que a gente vê na fórmula do cosmético não tem ação igual ao que é injetado pelo dermato. No hidratante, na base, no corretivo, onde for que seja cosmético, a potência dele é apenas a de dar um boost na hidratação superficial da pele e isso se for o ácido hialurônico com moléculas cujo tamanho consiga penetrar um pouquinho além do que a maioria faz…

E, sim, a essa altura você deve estar pensando “mas a marca TAL colocou no rótulo frontal que o produto tem ácido hialurônico e que TRATA a pele”. Temos excesso de apelo de marketing mercadológico aí? Com certeza absoluta. A base pode até conferir à nossa pele algum benefício como o de durar por mais tempo de forma íntegra mas tratar já é forçar a barra bem fortemente… Já já a gente volta nessa parte da base com benefícios, ela não é de todo ruim.

Por onde começar a maquiar uma pele madura?

Começa na água

A maquiagem, em qualquer tipo de pele mas, principalmente, na pele madura, não começa no primer, na bruma fixadora ou no primeiro jato de spray fixador. A maquiagem na pele madura começa lá atrás, na limpeza e na hidratação da pele.

Redobre esse lembrete se sua pele não recebe cuidados diários. Como explico neste artigo aqui, nossa pele necessita de hidratação constante exatamente por perder água constantemente e ter as camadas de células mortas removidas o tempo todo.

Além do mais, muitos hidratantes já específicos para pele madura, dão uma ajudada na questão do viço, da iluminação e de uma certa ‘firmeza’ além da função-chave e primária dele, que é a de hidratar. E uma pele melhor hidratada fica com aspecto mais belo e mais duradouro na maquiagem, sabemos.

Primer na pele madura: ajuda?

Sim. O primer é bem-vindo porque mesmo que cada marca traga outros benefícios nas fórmulas do primer, a promessa básica do primer é a de uniformizar a pele e ajudar na aderência dos produtos à pele.

Corretivo na pele madura

Você já conhece meu mantra para o corretivo (faço para a base também)?

Corretivo para harmonizar, não para sobrecarregar!

Sim, meu Bem. Tínhamos uma ideia bem da equivocada décadas atrás de que quanto mais produto aplicássemos, mais disfarçávamos a pele. Mas isso foi antes dos celulares terem câmeras fantásticas e nítidas, a TV ser o que é hoje…

Muitas marcas que já criaram nichos de produtos para peles maduras, trazem fórmulas com ingredientes e partículas específicas que dão, como resultado, um ótimo disfarce à flacidez.

Use o corretivo onde realmente for necessário. Minha teoria já compartilhada com vocês aqui, no Insta e no Canal é a de que a área que mais ‘entrega’ uma diferença de cor e que realmente chama a atenção ao nosso olhar é exatamente a do encontro entre a bochecha e o começo da bolsa. É ali que concentro o corretivo. Para cima, em direção ao olho, levo só o sujinho do pincel. Crio, assim, um ‘degradê’ suave e que, de bônus, não acumula nas minhas linhas de expressão. Teste aí e me conta!

A base para a pele madura

Quanto mais fluida, hidratante (não é a mesma coisa que iluminadora) e aplicada em camadas leves, melhor! Vamos lembrar que a função de cuidar de imperfeições, manchas e afins não é da maquiagem, é do dermatologista.

Agora, retomo minha crítica às marcas que se valem da nossa ignorância de formulação para exagerar nas promessas: uma base de promete tratar quando na verdade só hidrata, ajuda. Explico:

A pele mais madura tende a ter flacidez em algumas regiões, o que deixa a superfície mais instável para aplicação de produtos líquidos e cremosos. Rimos, bocejamos, falamos e as expressões faciais acontecem o dia todo, o tempo todo.

Ou seja: sua pele do rosto torna-se um terreno que recebe uma construção todinha por cima. Agora, pensa: se você não tem uma superfície estável, mas tem um pedacinho de plástico filme, desses que a gente cobre os potes, só que sem estar esticado e você coloca sobre ele líquidos e cremes, o que acontece?

Mesma coisa com a maquiagem: quanto mais carregada a área estiver mas potencialidade há para o corretivo e a base dançarem, saírem do lugar com o passar das horas.

E o pó que supostamente selaria essa massa toda?

O pó sela, mas o pó também pode acumular e é por isso que a gente deve aplicá-lo apenas onde ele é essencial.

Quanto mais pó, mais chance de acúmulo nos vincos da pele e isso entrega não apenas uma pele mal preparada, como mal cuidada que nem de longe deixa um aspecto de finalização interessante.

Curtiu esse artigo? Lembre de deixar seu like  e compartilhe com quem puder se beneficiar dele! Ah, claro, dicas e dúvidas são super bem-vindas! Comente aqui abaixo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here