“A moda está sempre mudando, mas nós chegamos em um ponto em que as marcas estão se importando com diversidade de uma maneira que me parece contida. Diversidade tem que ser a regra — não deveria ser algo extraordinário ver uma pessoa mais velha na passarela ou em uma campanha de moda. Há muito que precisa mudar, sem dúvida, mas eu acho que um pouco de delicadeza, entendimento e empatia podem nos levar longe”.

Quem disse isso foi o fotógrafo Ari Seth Cohen, criador do Advanced Style, o blog de estilo exclusivo de pessoas acima de 60 anos, em entrevista a Pedro Camargo, para a Elle. Até o fechamento deste post, o perfil do Instagram do AS já contava com 237 mil seguidores.

Muito se fala no fim de termos como anti-idade (quem tá com a tia Cris aqui, no insta e no Youtube sabe bem do meu discurso, certo?) entre vários outros temas que rotulam faixas etárias como aptas à determinada coisa.

Por aqui, não canso de falar com vocês sobre o quanto abomino estes rótulos. “Mulher de 40 não fica bem de minissaia”, “Pele madura não deve …”.

Dá pra imaginar o tamanho do meu sorriso quando bati o olho nesta matéria?

E, olha, vale cada clique no perfil do AS no Instagram. Referências incríveis de estilo e beleza, cores super estruturadas. Sim, virei a louca descontrolada do like. Saí mandando coraçãozinho em todos os posts!

Achei bacana trazer um trecho da matéria para vocês, caso não tenham visto. A ELLE deste mês traz na capa Lauren Hutton, 74 anos, um ícone no mundo fashion. Lauren foi a primeira modelo a ter um grande contrato com uma empresa de cosméticos e é dela o recorde de capas da Vogue americana: 26 vezes, VINTE E SEIS VEZES! Além da moda, Lauren teve participações em TV e no cinema.

Lauren Hutton, para a Elle

Como Ari Seth Cohen explicou ao Pedro na matéria, ele começou a fotografar homens e mulheres de estilo, acima de seus 60 anos, nas ruas de Nova York 10 anos atrás, quando o Advanced Style começou.

Na entrevista, o criador do Advanced Style sente que devagar a moda vem entendendo a relevância de diversificar idades, tanto na passarela quanto em campanhas publicitárias. E cita que o AS ajudou nessa mudança de mindset. “(…) envelhecer não significa perder a sua identidade.”

Cohen, em foto para o canal The Wild Magazine

“Todo dia, eu recebo e-mails e comentários de jovens dizendo que não estão mais com medo de envelhecer e que, inclusive, mal podem esperar para serem tão livres quanto os personagens que fotografo. Homens e mulheres mais velhos, por sua vez, me escrevem para contar que não estão mais se sentindo invisíveis e que ver as minhas fotos fizeram com que eles sentissem que tinham permissão para se expressar novamente.”

A parte que me deixou arrepiada, literalmente, foi a que ele responde à pergunta do Pedro sobre como as pessoas podem deixar de sentir medo de envelhecer (e, gente, o que tem de mulher correndo do inevitável, não dá pra descrever, não?) e começar a sentir isto de forma mais leve:

“Eu acho que passar tempo com pessoas mais velhas e olhar para imagens inspiradoras de quem está chegando nessa fase da vida para entender melhor o que, de fato, é envelhecer. As pessoas têm que entender que há muito crescimento que continua acontecendo quando estamos chegando no final da vida.”

Recomendo muito, muito mesmo que vocês curtam e compartilhem o perfil. Mesmo! clique aqui

Créditos dos trechos: Pedro Camargo para a Elle, link da matéria completa aqui
Crédito das imagens: Canal The Wild Magazine, Revista Elle, Instagram Advanced Style

 

[VÍDEO] EMPREENDEDORISMO: CONHEÇA O CASE DONA MANTEIGA | TROCANDO UMA IDEIA COM... DANUSA PENNA
Você sabe ler sua roupa? Este truque ajuda demais na hora de criar um look e economizar nas compras

Comentários

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.