O lado zero glamour dos maxi-brincos: o peso!

Brincos ajudam na moldura do rosto, acentuam a atenção para orelha e pescoço, principalmente, quando estamos com penteados ou cabelo mais curto. Mas, quem curte acessórios sabe que um dos pontos de maior atenção na hora de ‘adquirir’ nossos balangandãs é a questão do peso das peças.

cris-cardoso-maxi-brincos2

Dificilmente, uma de nós nunca passou pela saia justa de comprar (no impulso, muitas vezes) um par de brincos e depois mal conseguiu usá-lo por mais de 1 hora. É peso dobrado: no bolso e na orelha.

Com a onda maxi nos brincos, jóias ou bijoux maiores precisam de atenção dobrada. Seja qual for o material que escolho para produzir as peças Cris Cardoso, parto do principio estética x peso. Brincos precisam ser charmosos, mas precisam ser confortáveis.

É péssimo quando estamos entre amigas, uma delas mostra o brinco maravilhoso e, dez minutos depois, mexe na orelha e tira o mimo para um ‘descanso’. Fora o incômodo e o risco à saúde, nossa aparência também fica comprometida com o desmanche gradativo da produção. Isso sem falar nos esquecimentos em banheiro, escritório e a consequente perda…

Os lóbulos da nossa orelha são super sensíveis. Quando começamos a usar brincos muito novas (normalmente, as meninas têm orelhinha furada no primeiro mês de vida), o rasgo no furo da orelha fica ainda mais acentuado com o passar dos anos.

O peso sugerido por especialistas é de 8 gramas. Claro, cada pele reage de um jeito ao peso, tem determinada quantidade de colágeno e ‘espaço’ de lóbulo para furos. Eu, por exemplo, tenho 4 furos do lado esquerdo, 3 do lado direito e um piercing na parte de cima da orelha.

Se gosto de brincos?

Talvez!:)

Exatamente por não haver uma regra que taxe a nós, fabricantes e designers, o limite de gramas que um brinco pode ter, o conselho fundamental é evitar o uso consecutivo de maxi-brincos (os pesados). É, sobretudo, questão de saúde. Se a orelha rasga, normalmente, é necessário recorrer a um médico para cirurgia corretiva.

Exemplos do que não fazer:

maxi-brinco-super-pesados

Desfiles, fotos publicitárias e tapete vermelho têm função específica: encantamento. Mas aí, as meninas olham as fotos m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a-s das deusas fashionistas e acham que é super fácil segurar a produção. Resultado: o aspecto é medonho e põe a saúde das nossas orelhas em risco.

O que nem todo mundo sabe é que existe no mercado aquele recurso básico para quem já tem orelha mais rasgadinha mas não quer abrir mão do brincão. Não deve ser usado com frequência porque, embora ele sustente o brinco mais pesado, não faz milagre!

Recursos para usar maxi-brinco sem pagar mico colocar a orelha à prova:
cris-cardoso-maxi-brincos-lobe-wonder

 

Outra ideia mais tupiniquim é simplesmente recortar um pedacinho de um bom esparadrapo transparente e fazer a vez deste adesivo importado. Bem mais barato e dá o mesmo efeito.

Se você vai de maxi-brinco, lembre-se que ele já tem informação mais que suficiente, portanto:

1 furo de cada lado

Se a ocasião pedir ou sua vontade for soberana, use o brincão sem medo de ser feliz. Se o destino é uma festa, uma opção é levar um segundo par na bolsa, que seja parecido porém mais leve.

A ideia de passar no restroom e retirar por alguns minutos (o tal descanso): Confesso a você que essa técnica não é a minha favorita porque, uma vez que minha orelha esteja dolorida, quando eu tento recolocar o brinco dói mais ainda.

2 furos ou mais de cada lado

A conta é super fácil: capriche no peso nos brincos do primeiro furo e nos demais, seja mais generosa com sua orelha e escolha brincos mais leves. Veja que uso o termo leves e não menores. Já vivi na pele a experiência de comprar brincos de tamanho pequeno mas que pesavam mais do que uns penduradões que eu tive.

Imagens: Lobe Wonder, Google, Divulgação

Como fazer tiara com trança: 3 ideias
Como usar: trio de sombras

Comentários

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here