Há 20 anos, cheguei aqui. Vim com a expectativa de quem ama viajar, aberta e animada a conhecer a cidade da garoa, a cidade que não dorme e a galera do ‘urra, meu!’. Era assim que os cariocas e sul-fluminenses (sou de Niterói) conheciam Sampa.

Vim em outro momento de vida, outra proposta. Muita coisa mudou, novos caminhos se abriram e novas escolhas foram feitas. Mas, de tudo isso, permanece a certeza: amo São Paulo. Amo essa cidade de um jeito tão incrível que não sei explicar. Amo acordar todo dia aqui, amo ter o olhar de quem foi recebido de braços abertos por uma cidade e seus habitantes.

Sampa tem sempre a animação de recomeçar, de criar, de aprender.

São Paulo não tem preguiça. Não tem ‘depois eu vejo’ ou ‘amanhã eu faço’. São Paulo é aquele aluno super aplicado da escola. É aquela criança que cai e levanta e vai fazer tudo de novo até ficar perfeito.

Você pode ter nascido aqui, mas há sempre a ruazinha que você nunca ouviu falar.

Todo dia tem alguma coisa nova pintando na área, seja na gastronomia, na arte, na cultura, no comércio, no lazer. Todo dia.

Há quem viva para comparar lugar. Não curto isso. Para comparar, não saio nem de casa. Viajar pra voltar comparando Miami com NY?

Entrar no papo vazio para comparar SP ao RJ?

É nunca que dou dessas!

A magia de ir e vir é exatamente essa: CONHECER, DESBRAVAR sempre respeitando o que o lugar nos traz e recebe de nós.

Vivo aqui com o sentimento de estar aqui. Sei que não sou daqui. Tenho a bossa do Rio, aquele jeito que só a gente tem, mas adaptado para cá. E amo isso. Amo demais.

Hoje, dia 25, Sampa faz aniversário e como celebro aniversário de todo mundo que amo, pensei que a melhor homenagem que poderia oferecer a esta minha amiga, a cidade de São Paulo, é mostrá-la a cada leitor e seguidor de um jeito tão pessoal quanto é a minha gratidão por estar aqui, agora.

Eis que a Sil, minha assessora, comentou comigo que o Vagner (maridon dela) tinha um hobbie: clicar SP pelo celular, sem programação, sem montar cenário. Ele curte captar as imagens real time, do jeito que a cena É.

O Vagner nasceu em SP. É engenheiro por formação e começou a ‘ver’ a cidade quando comprou o primeiro smartphone. “Sempre gostei de fotografias, é uma coisa que eterniza um determinado momento, numa determinada situação (…) O que me chama atenção [em SP] são as linhas arquitetônicas dos prédios antigos, os charmes, as riquezas de detalhes, a mistura do velho com o novo, enfim… Muitas coisas que me fascinam e que me fazem tirar o cel do bolso e registrar um ângulo favorável.”

Achei minha homenagem! E agradeço ao V a gentileza de nos ceder seus registros inéditos.

Vem passear um pouquinho!

Vale Anhangabau

Vale do Anhangabau

Praca da séPraça da Sé

Marginal Pinheiros e Ponte Estaiada

Marginal Pinheiros com a ponte estaiada

Galeria do Rock

Galeria do Rock

ESquina mais famosa do Brasil

As esquinas mais musicais, ever! Ipiranga com São João

Edifício Banespa

Ed. Banespa

Av 23 de maio ao funco praca bandeira

Av 23 de Maio

Viaduto Santa Efigenia

Viaduto da Santa Efigênia

Sampa, obrigada por me abraçar! E se você tem algum cantinho nessa cidade que quiser dividir com a gente, manda seu registro!

Créditos: Acervo pessoal do Vagner Teixeira

[VÍDEO]: O QUE LEVO NA MINHA NECESSAIRE
A caneta de maquiagem 4 cores da Clarins: 4-Colour All-in-One Pen

Comentários

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here