Batalha de t-shirt: Marisa X Renner

É um fato: itens de modinha não deveriam ser caros. Se temos de usar o dindim, que seja em peças atemporais. As que vem e vão com a estação podem ser adquiridas em lojas mais acessíveis para não ter chororô depois. É o caso das camisetas.

É vero que a febre de t-shirts no Brasil a fora ganhou um super impulso com a Debora, de Avenida Brasil. Estão à venda em modelos diversos: a podrinha (semi-destruída) cortada e usada com ombro de fora e curtinha deixando o top rendado à mostra (by the way, os tops que a personagem da Nathalia Dill usam são da Espaço Fashion), as que parecem podrinhas mas são apenas costuradas com avesso aparente, as com estampas, frases e aplicações.

O nome também foi repaginado: camiseta virou t-shirt (a velha mania de chamar tudo pelo nome em inglês, sabe Deus pra quê, meu povo) que... virou ‘tee’ no vocabulário fashionista. O fato é que o revival das camisetas/t-shirts/tee (!) tem vantagem: as marcas mais populares estão deitando e rolando na variedade, e nosso bolso agradece.

Passamos em 2 grandes redes semana passada, Marisa e Renner, para clicar alguns dos modelos com mais saída para vocês verem e decidirem: quem vence na batalha das t-shirts? Hein hein hein? Nosso voto, no final:

cris-cardoso

cris-cardoso

Preço médio de ambas as marcas: 30,00 (variaram entre 25 e 40)

Por preço, material e variedade, nosso voto foi para a seleção da Renner. Achamos a coleção mais bonita com mais pegada fashion.

A dourada, da Marisa (a última, ao lado direito), é linda no cabide, mas não funcionou no corpo. A Cris veste P e, mesmo assim, quase não conseguiu vesti-la. "O moleton é razoavelmente duro, muito estruturado e não me abraçou, sabe? Ficou parecendo armado, não me favoreceu". Uma pena.

Agora, 2 destaques: o 1º é da Marisa. Amei a estampa:

cris-cardoso

 

E o 2º é o efeito da Renner: tule tingido em sobreposição ao algodão silkado! Amamos!

cris-cardoso

No geral, essas camisetas estão em modelagem mais estreita. Prove tudo antes de levar para o caixa, hein. #conselho

Avalie este item
(0 votos)
Cris Cardoso

Cris Cardoso é jornalista, editora-chefe do criscardoso.com e designer de acessórios da marca Cris Cardoso

Google+

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

 

 

Facebook

A Cris Cardoso

Sou jornalista de profissão, comando a Additi Consultoria de Comunicação que cuida das marcas de Profissionais Liberais, SoHo´s e Corporações e sou diretora criativa da minha grife de acessórios, a Cris Cardoso.

Sou apaixonada por tudo que tem a ver com movimento desde pequena. Ingressei na dança aos 5 anos e, profissionalmente, fui bailarina clássica por 18 anos, professora e coreógrafa.

Comentários